LEIS DO JOGO
  LEI VII - O CRONOMETRISTA E O 3º ÁRBITRO

Deverão ser designados um cronometrista e um terceiro árbitro, que se colocarão no exterior do terreno de jogo, na direcção da linha do meio campo, do lado da zona de substituições. O cronometrista e o terceiro árbitro deverão estar munidos de um cronómetro adequado e possuir todas as funções necessárias para o controlo das faltas acumuladas, o qual será fornecido pela associação ou pelo clube cujo pavilhão o jogo deve ser disputado.

   O CRONOMETRISTA

A sua missão consiste em controlar o jogo por forma a que tenha a duração estipulada na Lei VIII. Para isso:

- Porá em marcha o cronómetro a partir de um pontapé de saída, de uma reposição em jogo da linha lateral, de um pontapé de canto, de um pontapé livre, de um pontapé de grande penalidade, de um tempo morto ou de um lançamento de bola ao solo;

- Parará o cronómetro sempre que a bola se encontre fora de jogo.

- Controlar os 2 minutos de castigo no caso de expulsão de um jogador;

- Anunciar, com uma apitadela ou outro sinal acústico diferente do do árbitro, o fim do primeiro tempo do encontro ou dos tempos suplementares;

- Tomará conta de todos os tempos mortos que pertencem a cada equipa; informará os árbitros e as equipas.

- Assinalará a autorização de se efectuar um tempo morto que tenha sido pedido pelo treinador de uma das equipas (conforme a Lei VIII, ponto 4).

- Tomará conta das 5 primeiras faltas que tenham sido assinaladas pelos árbitros, com respeito a cada equipa em cada parte do jogo.

  O TERCEIRO ÁRBITRO

O terceiro árbitro ajudará o cronometrista e terá as seguintes funções:

- o registo das primeiras cinco faltas acumuladas cometidas em cada uma das parte e de cada equipa, e informa os árbitros e as equipas se necessário

- o registo das paragens de jogo e as razões dessas paragens

- o registo do nome/número dos jogadores que forem advertidos e expulsos, assim como o motivo da sanção

- o registo do nome/número dos jogadores que marcam golos

- providencia quaisquer outras informações relevantes para o jogo.

No caso de injustificada ingerência do cronometrista ou do terceiro árbitro, o árbitro deve dispensar os seus serviços e tomará as medidas necessárias para a sua substituição. Do facto dará conhecimento à entidade competente. Por lesão ou doença, o terceiro árbitro pode substituir o árbitro ou o segundo árbitro.

   DECISÕES DO INTERNATIONAL BOARD - DECISÃO 1

Nos encontros internacionais é obrigatória a utilização de um cronometrista e de um terceiro árbitro.

   DECISÕES DO INTERNATIONAL BOARD - DECISÃO 2

Para os jogos internacionais, o cronómetro utilizado deverá possuir todas as funções necessárias (cronómetro apropriado para controlar os 2 minutos de expulsão simultaneamente para 4 jogadores), e para poder controlar as acumulações de faltas por cada equipa, em cada parte do jogo.

Adicionar aos favoritos | Termos e Condições


Site desenvolvido por: Microdrive - Informática e Sistemas, Lda.