LEIS DO JOGO
   LEI XIV - FALTAS ACUMULADAS
As faltas acumuladas referem-se às mencionadas na Lei XII. As cinco primeiras faltas acumuladas por cada equipa em cada período deverão ficar registadas no boletim de jogo.
   POSIÇÃO DOS PONTAPÉS LIVRES

Nos pontapés-livres concedidos para as primeiras cinco faltas, cometidas por cada equipa, em cada período do jogo:

- poderá haver a formação de barreiras;

- os jogadores adversários deverão permanecer à distância de cinco metros da bola;

- poderá ser obtido golo directamente de um desses pontapés-livres.

   PROCEDIMENTO A PARTIR DA 6ª FALTA

A partir da sexta falta acumulada:

- Não é permitida a formação de barreiras

- O jogador que executa o pontapé-livre deverá ser devidamente identificado

- O guarda-redes deverá permanecer na sua área de grande penalidade, a uma distância mínima de 5 metros da bola

- Os jogadores terão de estar atrás de uma linha imaginária passando pelo ponto onde estará a bola em paralelo com a linha de baliza. Deverão permanecer a uma distância de 5 metros da bola e não poderão obstruir o jogador que executa o pontapé livre. Nenhum jogador poderá ultrapassar a dita linha imaginária antes que a bola tenha sido tocada ou jogada.

   PROCEDIMENTO

O jogador que marca o pontapé-livre deverá executá-lo com a intenção de obter golo e não poderá passar a bola a outro colega de equipa Não poderá efectuar-se um pontapé-livre de uma distância inferior a 6 metros da linha de baliza (Lei XIII). Se na área de grande penalidade se cometer uma infracção punível com um pontapé livre indirecto, este deverá ser executado sobre a linha da área de grande penalidade, no ponto mais próximo do local onde a falta foi cometida Depois de uma equipa ter cometido a quinta falta, se qualquer jogador da mesma, comete uma infracção no meio-campo adversário ou no seu próprio meio-campo, dentro da zona delimitada pela linha do meio-campo e pela linha imaginária paralela a esta última e que atravesse a segunda marca de grande penalidade a 10 metros da linha de baliza, o pontapé-livre deverá ser efectuado na segunda marca de grande penalidade. A colocação da segunda marca de grande penalidade é a indicada na Lei I, ponto 6, e o pontapé-livre deverá efectuar-se de acordo com o estipulado nesta Lei, posição de pontapés-livres Se um jogo tiver prolongamento, todas as faltas acumuladas durante a segunda parte do jogo, continuam durante esse prolongamento.

   INFRAÇÕES / SANÇÕES

Se uma infracção a esta Lei for cometida por um jogador da equipa defensora:

- se a bola não entrar na baliza, o pontapé-livre será repetido

- se a bola entrar na baliza, o golo será válido

Por qualquer infracção cometida por um colega do executante:

- se a bola entrar na baliza, o pontapé-livre será repetido

- se a bola não entrar na baliza, o pontapé-livre não será repetido

O jogador executante do pontapé-livre se infringir esta Lei depois da bola estar em jogo:

- será concedido à equipa adversária um pontapé-livre indirecto que será executado no local onde a infracção foi cometida salvo se foi cometido dentro da área de grande penalidade. Nesse caso, o pontapé-livre indirecto deverá ser executado sobre a linha da área de grande penalidade, no ponto mais próximo do local onde a falta foi cometida

   CONCLUSÕES DOS CURSOS DE FUTSALl 200/2001
   INFRAÇÕES / SANÇÕES

Se um colega do executante vai colocar-se à frente da linha da bola ou se aproximar a menos de 5 metros da bola:

- O árbitro deixa executar o pontapé

- Se a bola após ressaltar no guarda-redes, num dos postes ou na barra transversal for tocada por esse jogador, o árbitro interromperá o jogo e mandará recomeçá-lo com um pontapé-livre indirecto a favor da equipa adversária.

Um ou vários jogadores de cada equipa infringir as Leis do Jogo:

- A execução deve ser repetida.

Adicionar aos favoritos | Termos e Condições


Site desenvolvido por: Microdrive - Informática e Sistemas, Lda.