LEIS DO JOGO
   LEI XV - PONTAPÉ DE GRANDE PENALIDADE

Um pontapé de grande penalidade deve ser assinalado contra a equipa que cometa, dentro da sua própria área de grande penalidade e no momento em que a a bola esteja em jogo, uma das dez faltas punidas com um pontapé-livre directo. Um golo pode ser marcado directamente dum pontapé de grande penalidade. Um tempo suplementar deve ser concedido para que o pontapé de grande penalidade deva ser executado no final de cada uma das partes do tempo regulamentar ou no final de cada uma das partes do prolongamento.

   POSIÇÃO DA BOLA E DOS JOGADORES

A bola é colocada sobre a marca de pontapé de grande penalidade. O jogador executante deve estar claramente identificado. O guarda-redes da equipa defensora deve colocar-se sobre a linha de baliza, frente ao executante, entre os postes da baliza, até ao momento em que a bola seja chutada. Os restantes jogadores estarão dentro do campo de jogo, mas fora da área de grande penalidade, atrás da marca de grande penalidade e à distância mínima de 5 metros daquela marca, excepto o que vai executar o castigo.

   EXECUÇÃO

O jogador que executa o pontapé deve atirar a bola para a frente e não pode voltar a jogá-la antes que ela tenha sido tocada ou jogada por outro jogador.
A bola será considerada em jogo logo que seja pontapeada e se movimente em direcção à baliza adversária.
Em caso de necessidade, pode prolongar-se o tempo de jogo, no fim da primeira parte ou da segunda, para permitir a execução ou repetição dum pontapé de grande penalidade.
Se a bola, antes de passar entre os postes e por baixo da barra horizontal, ao executar-se um pontapé de grande penalidade no final do primeiro tempo ou da partida, tocar num ou nos dois postes ou ainda na barra horizontal ou no guarda-redes, ou verificando-se uma combinação destes intermediários, o golo será válido, desde que não tenha sido cometida nenhuma infracção.

   INFRAÇÕES / SANÇÕES

Se uma infracção a esta Lei for cometida por um jogador da equipa defensora:

- se a bola não entrar na baliza, o pontapé de grande penalidade será repetido

- se a bola entrar na baliza, o golo será válido

Por qualquer infracção cometida por um colega do executante:

- se a bola entrar na baliza, o pontapé de grande penalidade será repetido

- se a bola não entrar na baliza, o pontapé de grande penalidade não será repetido

O jogador executante do pontapé de grande penalidade se infringir esta Lei depois da bola estar em jogo:

- será concedido à equipa adversária um pontapé-livre indirecto que será executado no local onde a infracção foi cometida salvo se foi cometido dentro da área de grande penalidade. Nesse caso, o pontapé-livre indirecto deverá ser executado sobre a linha da área de grande penalidade, no ponto mais próximo do local onde a falta foi cometida.

   CONCLUSÕES DOS CURSOS DE FUTSAL 2000/2001
   INFRAÇÕES / SANÇÕES

Se um colega do executante penetrar na área de grande penalidade, vai colocar-se à frente da marca de grande penalidade ou se aproximar a menos de 5 metros da bola:

- O árbitro deixa executar o pontapé

- Se a bola, após ressaltar no guarda-redes, num dos postes ou na barra transversal for tocada por esse jogador, o árbitro interromperá o jogo e mandará recomeçá-lo com um pontapé-livre indirecto a favor da equipa adversária.

Um ou vários jogadores de cada equipa infringir as Leis do Jogo:

- A execução deve ser repetida.

Adicionar aos favoritos | Termos e Condições


Site desenvolvido por: Microdrive - Informática e Sistemas, Lda.